O Atlas da Terra Média

Gustavo Kaspary
Por Gustavo Kaspary
08/09/2015

Recentemente, adquiri o livro O Atlas da Terra Média, obra, segundo a sinopse, indispensável para os fãs de J.R.R. Tolkien.  Trata-se de um compilado de mapas e textos que exploram a fundo cada detalhe geográfico das paisagens da Terra Média e das terras imortais ao oeste. Vale ressaltar também que, embora o nome contradiga, O Atlas da Terra Média não se atém apenas a este continente, mas apresenta mapas inéditos de Valinor, tendo como inspiração os escritos mais antigos de Tolkien.

Leia também:

> As teorias sobre Tom Bombadil

Digo que adquiri recentemente porque minhas ressalvas em relação ao Atlas eram numerosas. Para começar, temia que as novas informações não tomassem como base as descrições de Tolkien e tivessem uma certa licença para alguns detalhes. Outro ponto que me causava receio era o fato de que os mapas pudessem acabar com a liberdade de imaginação de cada leitor perante os livros ambientados na Terra Média. Felizmente, basta uma leve olhada nas páginas do Atlas para perceber que tudo ali apresentado tem como essência os minuciosos detalhes de O Senhor dos Anéis, e até mesmo parte das características das paisagens apresentadas em The History Of Middle Earth (série de 12 livros de Tolkien ainda não traduzidos no Brasil). Em relação à quebra de imaginação, os inéditos escritos servem mais como base do que como uma imagem obrigatória das paisagens da Terra Média.

A obra não se restringe apenas a mapas, mas usa plantas para explicar desde os formatos de reinos como Gondor e Rohan até paisagens mais simples, como a casa de Tom Bombadil ou a Colina dos Túmulos. Até mesmo as grandes batalhas das Três Eras são detalhadas através de gráficos representando a movimentação das tropas de elfos, anões e homens.  Aqui, devo assegurar novamente, nenhum detalhe é gratuito ou retirado do nada, sendo que cada desenho representando uma paisagem é acompanhando de um texto explicativo e com as referências tiradas diretamente das obras tolkienianas.

Para os mais fanáticos pelos trabalhos de Tolkien, O Atlas da Terra Média é um prato cheio. Não só serve apenas para mapear territórios deste detalhado universo, mas também como um guia para novos viajantes que se aventuram nas obras do Mago da Fantasia.  E, para aqueles que estão em busca de novas informações sobre a Terra Média e as terras imortais, a obra é um bom incentivo para uma releitura de O Senhor dos Anéis, O Hobbit e O Silmarillion.