Star Wars Comics – Arco I: Clássicos – Vol. 1 – Parte 1

Jefferson Nunes
Por Jefferson Nunes
12/12/2016

star-wars-comics-classicosToda saga tem um princípio. Nas HQs não poderia ser diferente, e esse primeiro volume de Star Wars Comics reúne as primeiras histórias licenciadas do universo de Star Wars pela Marvel, um marco para o Universo Expandido da franquia. A partir daqui, começou a se expandir a construção de histórias complementares, que levavam além as aventuras dos heróis da Aliança Rebelde.

O pontapé inicial, porém, seria dado pela adaptação do Episódio IV – Uma Nova Esperança, com roteiro de Roy Thomas e traços de Howard Chaykin e Steve Leialoha. A adaptação foi muito bem feita, e permanece como um dos melhores momentos da saga nos quadrinhos, juntando toda a quantidade de informações da película em um todo coeso e em menor escala. A adaptação é seguida pelas primeiras histórias do Universo Expandido em HQ, muito bem construídas pelo roteirista Archie Goodwin, e com traços competentes.

Apesar de os desenhos não serem muito realistas, cumprem bem o seu papel, e marcam as próximas edições das HQs, definindo um período importante da saga em quadrinhos. Segue abaixo uma breve sinopse de cada um dos capítulos que compõem essa revista:

[NÃO HÁ SPOILERS PARA QUEM ASSISTIU AO EPISÓDIO IV]

1. STAR WARS

O princípio de tudo. Inicia com a famosa batalha estelar na órbita de Tatooine, que ocasionou a prisão da princesa Leia, e a fuga de C3PO e R2-D2 para o planeta desértico. Segue para a compra dos droides por Owen Lars, tio de Luke, e a descoberta do fragmento da mensagem secreta que a senadora Organa enviou para Obi-Wan Kenobi, pedindo auxilio. O droide R2-D2 foge, fazendo com que Luke corra para encontrá-lo. O jovem agricultor de umidade só não sabe que outros seres vão encontrá-lo primeiro. Sobreviverá Luke em uma batalha contra os terríveis Tusken?

Veja também: 

> Leia todos os posts sobre a saga Star Wars

2. SEIS CONTRA A GALÁXIA

star-wars-comics-1

A história se inicia com o salvamento de Skywalker pelo ancião Kenobi, que o leva para sua casa para que possa se recuperar. Lá, o velho consegue extrair de R2 a mensagem completa enviada por Leia, e revela a Luke que já foi um Cavaleiro Jedi, como o pai de Luke também havia sido, entregando-lhe o Sabre de Luz de Anakin. Paralelamente, inicia-se a tortura da princesa Leia por Darth Vader, só mostrada, porém, em insinuação.

Na sequência, Luke vê os corpos de seus tios, mortos pelos Stormtroopers imperiais, que buscavam informações dos droides desaparecidos, e decide ir com Kenobi para Alderaan, com o intuito de se tornar um Jedi. Os dois vão até uma cantina do espaço-porto Mos Eisley para encontrar um piloto que alugue sua nave para a viagem, e encontram o coreliano Han Solo, que aceita o serviço. Solo tem problemas de dinheiro com o mafioso Jabba, o Hutt, e vê no frete a chance de conseguir oq ue precisa para pagar Jabba. Ao sair da cantina, Solo se encontra com o mafioso, e é legal aqui perceber que, na HQ, Jabba foi desenhado como um bípede normal, sem qualquer semelhança com o enorme verme que aparece no filme, uma mudança intrigante, e que pode perturbar leitores mais perfeccionistas.

O episódio termina com o embarque na Millennium Falcon, e a fuga dela das naves imperiais, rumando ao hiperespaço.

Veja também:

> Como funciona a armadura de Darth Vader

3. A ESTRELA DA MORTE

O capítulo começa com a triste destruição do planeta Alderaan, que demonstra todo o poder de fogo da Estrela da Morte, para desespero da senadora Organa. Na Millennium Falcon, Kenobi inicia o treinamento Jedi de Luke, enquanto a nave viaja pelo hiperespaço. Com a chegada ao sistema estelar de Alderaan, os tripulantes são surpreendidos por um campo de asteroides, que só pode significar uma coisa: o planeta foi destruído.

Mas o pior está por vir: a nave de Solo é capturada pelo raio trator da Estrela da Morte, e os tripulantes se veem presos pela terrível estação de batalha do Império. O clássico subterfúgio para penetrar na estação e salvar a princesa Leia da prisão é apresentado, terminando com o beco sem saída em que Luke, Solo, Chewbacca e Leia se encontram. Conseguirão eles sobreviver ao ataque poderoso dos troopers, e escapar da sessão de detenção imperial?

4. EM LUTA CONTRA DARTH VADER

star-wars-comics-4

O eletrizante capítulo inicia-se com a fuga dos heróis da zona de detenção pelo compartimento de lixo, o que quase custa sua vida, mas o pior ainda está por vir. Para chegar ao hangar onde a Millennium Falcon está presa, terão que lutar contra stormtroopers fortemente armados, que farão de tudo para evitar sua fuga. Enquanto isso, o velho Jedi Kenobi terá uma prova de fogo pela frente, ao encontrar seu antigo Padawan, agora encarnado em Darth Vader.

Sua luta foi bem retratada nos quadrinhos, dando ao combate um parâmetro mais realístico do que o apresentado na película. Mas o destino, infelizmente, é o mesmo: Vader mata seu antigo mestre e amigo, provando que sua alma está dominada pelo Lado Negro, e que sua redenção será muito difícil. O sacrifício de Kenobi, porém, é o que permite que Luke, Leia, Chewbacca, Solo, e nossos queridos droides alcancem a Falcon, fugindo da terrível estação de batalha.

5. OLHEM, AS LUAS DE YAVIN!

Apesar de terem conseguido escapar da influência da Estrela da Morte, nossos heróis ainda se encontram em perigo, já que vários TIE-Fighters imperiais saem em seu encalço, tentando evitar que consigam escapar. É nesse momento que Luke terá que mostrar que seu aprendizado com o velho Kenobi foi produtivo, e utilizar a Força para ajudar a destruir as naves imperiais, para permitir sua fuga. Nossos heróis não sabem, porém, que sua fuga será permitida, e que sua nave possui um rastreador que levará a Estrela da Morte até a base da Aliança Rebelde.

Lá chegando, os computadores da Aliança se põem a analisar os dados de construção conseguidos pela Princesa Leia, e encontram uma falha no sistema de refrigeração da estação de batalha, que é a chance que eles precisam para destruir a ameaça imperial. Mas não será nada fácil, ainda mais com a fuga do contrabandista Han Solo, preocupado apenas com o dinheiro que recebeu pelo resgate da senadora Organa. Conseguirão as relativamente frágeis naves da Aliança fazer frente à poderosa Estrela da Morte que se aproxima?

Veja também:

> Como é medido o tempo em Star Wars

6. SERÁ ESTE… O ÚLTIMO CAPÍTULO?

star-wars-comics-5

O capítulo final do episódio IV, e também o mais intenso. Nele, acontece a terrível batalha contra a Estrela da Morte, onde os pilotos da Aliança Rebelde são levados ao limite das suas habilidades, tentando desesperadamente destruir o artefato mais poderoso da Galáxia. As cenas dessa batalha são muito bem adaptadas, e os desenhistas conseguiram um resultado muito satisfatório, que vale a pena ser acompanhado.

A situação não é nem um pouco animadora, e, um a um, os X-Wings da Aliança são destruídos pelo habilidoso Darth Vader, caindo nas mãos do jovem Luke Skywalker a responsabilidade de levar adiante o ataque. Após a morte de seu querido amigo Biggs, parece que Vader conseguirá acabar com a esperança rebelde, mas, nesse momento, o coreliano Han Solo surpreende a todos e consegue evitar o pior, atacando a nave de Vader e permitindo, assim, que o ataque siga em frente.   Felizmente, a Força está com Skywalker, e, com a ajuda do poder místico que Kenobi o ajudou a usar, o jovem piloto consegue destruir a aparentemente invencível estação de batalha, livrando a Aliança da morte certa.

O emocionante final do capítulo é apenas o começo da saga, e muitas surpresas nos esperam nos próximos capítulos, que são o ponto de partida para o Universo Expandido da franquia nas HQs. No próximo post, falarei da segunda parte desse volume e dessas histórias.